Escrito por: Redação GF+ | Data de Publicação: quarta-feira, 9 dezembro, 2015

Durst Brasil tem ano positivo e projeta novidades para a Fespa 2016

Durst Brasil tem ano positivo e projeta novidades para a Fespa 2016  

Estande da Durst na FESPA Brasil 2015

Estande da Durst na FESPA Brasil 2015

A Durst Brasil está fechando o ano de 2015 com resultados positivos e já planeja um ano de 2016 ainda melhor. A empresa que tem parceria com a VinilSul define sua ações para o próximo ano e o destaque é a participação na FESPA Brasil, que acontece de 6 a 9 de abril em São Paulo.

Grandes novidades estão reservadas: “As pessoas podem esperar a Durst muito maior e mais forte na FESPA Brasil 2016. Teremos um stand maior e em parceria com a VinilSul levaremos mais tecnologia. Queremos apresentar mais de um equipamento e, como grande novidade, fazer um lançamento no Brasil para a área têxtil, a Alpha”, conta o diretor geral da Durst Brasil Ricardo Pi.

Sobre a FESPA, Ricardo Pi frisa a força e tradição da feira: “A FESPA tem uma característica muito interessante, que é a de que foi fundada por impressores. Esses impressores precisavam de união para se ter um meio mais profissionalizado de trabalhar. Ou seja, ela está muito voltada ao mercado, e não somente em ganhar dinheiro. A nível mundial, a Durst é parceira da FESPA, e no Brasil não poderia ser diferente. A primeira edição da FESPA Brasil foi muito satisfatória e, em 2016, com mais tempo para trabalhar iremos surpreender positivamente todos os visitantes”.

De acordo com o diretor geral da Durst Brasil Ricardo Pi, “Apesar dos problemas na macroeconomia, o ano de 2015 foi muito bom para a Durst Brasil. Conseguimos um resultado 38% superior do que no ano passado. Acredito que o principal problema do Brasil é político, e não econômico; temos um grande potencial, temos uma indústria forte, que produz. E as dificuldades serão superadas assim que as questões políticas forem se resolvendo”.

PARCERIA E EQUIPAMENTOS DE QUALIDADE

Em 2015, a Durst anunciou uma parceria com a VinilSul. A união de forças gerou resultados importantes. O diretor geral da Durst Brasil explica o sucesso: “A Durst possui, pelo tipo de equipamento que fabrica, um tipo de venda de alto valor agregado, uma venda consultiva, em que o cliente tem que ser ouvido para que o equipamento seja moldado dentro de sua necessidade. Essa é uma característica importante e explica a relevância de nossa parceria com a VinilSul. Essa parceria nos deu capilaridade para equipamentos de entrada, que é justamente a Rho P10 160, uma máquina que já é robusta, porém, diante do portfólio Durst, é tratada como um equipamento entry-level, para quem está começando um negócio. Dessa forma, hoje, conseguimos atingir empresas que, antes, não atingiríamos e, já no primeiro ano de nossa parceria, o resultado planejado foi atingido plenamente”.

Para Ricardo Pi, “O mercado de impressão digital é dividido em dois segmentos: qualidade e velocidade. Com a Durst, você pode optar pelas duas vertentes. O foco da empresa sempre foi produtividade, e a evolução de nossos equipamentos permite que atinjamos um nível de qualidade elevado – e que está ficando cada vez mais alto. Por exemplo, temos tecnologias agregadas como a Continuous Board, que permite placas impressas em sequência sem parada. Muitas vezes, as pessoas pensam que produtividade é apenas velocidade de impressão, mas esquecem o fluxo como um todo. Quanto tempo se perde trocando material, fazendo ajustes? Ou seja, o importante é saber o quão eficiente um equipamento é desde a entrada da mídia, até saída. Isso, num equipamento de cerca de 3 toneladas de tecnologia e robustez. É muita tecnologia e pesquisa envolvida”.

INSTALAÇÕES PIONEIRAS E DE SUCESSO

Um projeto pioneiro da Durst Brasil na América Latina é a instalação da impressora industrial inkjet UV Rho 1312 na ArtFix, uma referência mundial no segmento de impressão e produção de mídias de comunicação. A velocidade estimada do equipamento, para produção em padrão de 1000 dpi, é de 620 m2/hora, impulsionando a produção da ArtFix e a deixando com um diferencial único. A Rho 1312 comporta mídias rígidas ou flexíveis com largura máxima de 250 cm, oferecendo excelente desempenho tanto na impressão em lonas e vinis, como na produção com materiais rígidos. A ArtFix terminou agora a instalação da segunda Durst, uma 312R, equipamento UV para materiais flexíveis com 3,5m de largura e velocidade de mais de 300 m2 por hora, levando a ArtFix a um novo patamar.

A Durst Brasil instalou também o equipamento P10-200 na Visual Lab Comunicação Visual, empresa do grupo Braspor. A P10-200 é um equipamento UV híbrido com 2 metros de largura e velocidade de até 205 m2 por hora, o que reforça os conceitos de criatividade, rapidez e qualidade da companhia. A série Rho P10 define um novo padrão de qualidade para a produção industrial inkjet, contando com resolução de até 1000 dpi e tecnologia de carro de impressão Quadro Array com 10 cabeçotes. O equipamento traz grandes possibilidades de uma produção flexível e de agregar mais produtos ao portfólio das empresas de impressão, como comunicação outdoor e indoor (PDV), embalagens e backlights.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *