Foz do Iguaçu sedia um dos maiores eventos de software livre do Brasil em novembro

Foz do Iguaçu sedia um dos maiores eventos de software livre do Brasil em novembro
Programação do evento conta com mais de 100 atividades, entre palestras, minicursos, workshops e mesas redondas, além de um espaço para exposição.

Entre 27 e 29 de novembro, Foz do Iguaçu vai sediar a 16ª edição do Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware). As inscrições antecipadas podem ser realizadas pelo site www.latinoware.org ao custo de R$ 60. Depois do dia 10 de novembro, o valor aumenta para R$ 80.

A intensa programação do congresso – promovido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e pela Itaipu Binacional – deve contar com mais de 100 atividades, entre palestras, minicursos, workshops e mesas-redondas, além de um espaço para exposição. Entre os temas abordados durante o evento estão educação, segurança cibernética, hardware livre, iniciação científica e negócios, entre outros.

A pluralidade é uma das principais características do evento, conforme destaca Marcos Dellazari, integrante da comissão organizadora. “O Latinoware é de todos e para todos. Teremos atrações para os mais experientes e para quem está entrando no mundo da tecnologia. Estaremos discutindo temas atuais, trocando experiências e compartilhando conhecimento. Tudo isso para criar uma atmosfera de inspiração, entusiasmo e inovação”.

Uma das novidades desta edição é a trilha acadêmica LatinScience, um espaço criado para para reunir pesquisadores e estudantes que têm o software livre e tecnologias abertas como objeto de investigação e produto de desenvolvimento, além de apresentação de trabalhos científicos.

Ao todo, mais de 70 trabalhos submetidos por acadêmicos e professores de todo o Brasil. Os mais bem avaliados serão apresentados após serem avaliados por um comitê técnico-científico formado por membros da própria comunidade do Latinoware. “Tivemos a preocupação em fazer um espaço acadêmico sem perder a identidade do evento. Conseguimos um amplo corpo técnico com representantes de mais de 30 instituições de todo o Brasil”, destacou Claudio Marquetto, professor de Ciência da Computação da Unioeste, que ao lado de Fabiane Peres, é responsável pela coordenação da trilha.

Em 2018, o Latinoware reuniu quase 4 mil participantes, entre especialistas, profissionais e estudantes, de nove países: Brasil, Argentina, Paraguai, Colômbia, Venezuela, Peru, Cuba, Estados Unidos e Dinamarca.

Submissão de Palestras

Ainda é possível participar do Latinoware 2019 como palestrante. A comissão organizadora do evento está recebendo inscrições até o dia 8 de novembro no link 2019.latinoware.org/2019/10/08/submissao-de-palestras/. Os autores das três melhores propostas serão patrocinados com passagem, hospedagem e alimentação durante o congresso.

Os macrotemas discutidos esse ano serão: Latinoware Negócios; LatinowareEDU, voltado para ações educacionais e iniciação científica; Agenda Latin.Sec, espaço dedicado à segurança cibernética; Fórum Latinoamericano de Hardware Livre; Kernel; DevOps / Linguagens; Comunidades; SysAdmin; Design / Multimídia; e Tópicos Especiais.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE