Lançando a rede: Por que a diversidade no local de trabalho é mais do que apenas dados demográficos

No momento em que escrevo, ainda estamos no meio da pandemia de COVID-19 e, em todos os aspectos das nossas vidas, há uma necessidade de nos adaptarmos e continuarmos a levar nossa rotina da melhor maneira possível. Seja como for, chegaremos a um ponto em que isso tudo ficará para trás. Portanto, se você é um fornecedor de impressões de grande formato ou possui uma empresa de sinalização e está se adaptando à vida e ao trabalho no presente, este também pode ser um bom momento para pensar sobre o futuro e planejar-se.

Embora eu enfatize que talvez seja, para a maioria das empresas, uma consideração mais realista para o futuro, o recrutamento pode muito bem fazer parte dos seus planos. Talvez você tenha sido forçado a deixar essa ideia em suspenso, ou talvez, ao contrário, você pode estar ativamente engajado nesse propósito. De qualquer forma, recrutar de maneira sensata e estratégica é essencial para garantir que sua empresa tenha, e atraia, uma equipe versátil com todas as habilidades definidas, para colocar seus negócios de volta ao caminho do sucesso. De fato, uma pesquisa do Gartner revelou que, com uma força de trabalho diversa, o desempenho melhora em 12% e a intenção de permanecer na empresa, em 20%. Já a colaboração da equipe e o comprometimento melhoram em aproximadamente 50%. Basicamente, trabalhar em um ambiente organizacional onde perspectivas divergentes são valorizadas faz os funcionários quererem trabalhar mais, permanecerem por mais tempo e se revelarem mais fortes atuando em equipe.

A partir da nossa própria perspectiva, é grande o nosso empenho em alcançar talentos em um amplo espectro e construir equipes diversas e dinâmicas, compostas por indivíduos cuja formação, experiência e atitude oferecem uma combinação genuína, considerando idades, etnias e gêneros, para ajudar a aumentar a criatividade e o desempenho nos negócios e fortalecer a vantagem competitiva. Tenho a satisfação de dizer que, só em nosso escritório da SAi nos EUA, quatro das sete posições em nível de diretoria ou acima são ocupadas por mulheres. A diversidade no local de trabalho não se resume simplesmente em meros dados demográficos ou de participar da tendência do momento. Portanto, as empresas não deveriam abraçar essa ideia por si só.

É muito bom ver em nosso setor a defesa dessa mentalidade em diversas plataformas e também medidas ativas de incentivo às pessoas de diferentes estilos de vida a considerarem a impressão como uma opção de carreira. Iniciativas como as sessões “Young Guns” no evento FuturePrint buscam engajar a geração mais jovem que está pensando em iniciar alguma carreira.

Enquanto isso, o dia Girls Who Print (Impressão Feminina) em outubro, evento que a SAi orgulhosamente patrocina, oferece uma plataforma anual para debates e divulgação de informações que promovem a carreira e o sucesso nos negócios de líderes femininas que atuam e atuarão em nosso setor. Também vale a pena mencionar que, muito merecidamente, este evento não é exclusivo para nós, mulheres. Os homens são incentivados a participar e a fazer parte da conversa também. Da mesma maneira, Women in Signs and Graphics (Mulheres no setor gráfico e de sinalização) é uma iniciativa britânica que tem por objetivo inspirar, encorajar e promover as mulheres no setor. Programado para marcar o lançamento oficial em 3 de dezembro, seu evento de lançamento incluirá palestrantes inspiradores, tanto mulheres quanto homens, oferecendo suas perspectivas de trabalhar em direção a uma indústria mais equilibrada no que diz respeito a gênero, com um foco particular em estágios, educação e auxílio à próxima geração que precisa dar o pontapé inicial em suas carreiras.

Eventos e projetos como esses são fundamentais para garantir que, independentemente de quem você seja, se tem talento e motivação, terá uma perspectiva viável, interessante e empolgante de conseguir uma função em nosso setor.

No momento, enquanto continuamos na luta contra a COVID-19, muitos de nossos clientes nos têm dito que estão precisando compensar o tempo e dinheiro perdidos por causa das restrições impostas no início da pandemia. Com isso, que empresas não gostariam de contar com uma força de trabalho cuja dinâmica e composição variada poderia não só correr atrás da superação nos resultados, mas também garantir a base necessária para manter o desenvolvimento dos negócios?

Costuma-se dizer e reconhecer amplamente que os funcionários são o coração de qualquer empresa. Portanto, seja no meio de uma pandemia ou em períodos mais tranquilos, garantir que você tenha a combinação certa de indivíduos, criando uma força vital diversa e rica em toda a empresa, é o apoio certo para manter a integridade ideal e contínua de suas operações.

***

Michelle Johnson, Diretora global de marketing na SAi, pode ser contatada em michellej@thinksai.com

Comentários