Escrito por: Redação GF+ | Data de Publicação: quinta-feira, 6 agosto, 2015

Parede personalizável no Hospital Pequeno Príncipe

Parede personalizável no Hospital Pequeno Príncipe

 Empresa curitibana F9 identidade visual doou papel de parede que pode ser pintado com giz de cera.

 As crianças internadas no Hospital Pequeno Príncipe ganharam uma parede para personalizar. A F9 Identidade Visual instalou em uma das salas da instituição um papel de parede inovador, que pode ser pintado com giz de cera. Os desenhos foram feitos pela Artista Plástica paranaense Lucile Justus, autora do livro “Cidades”.

Adesivo para colorir nstalado no Hopital Pequeno Príncipe, em Curitiba

Adesivo para colorir nstalado no Hopital Pequeno Príncipe, em Curitiba

O papel de parede faz parte do pool de lançamentos inovadores da F9. Chamado de Papel de Parede para Pintar, o material integra a linha de papeis personalizáveis e substitui o papel convencional e adesivos. É anti-mofo, anti-bolor e resistente à chama. O papel suporta qualquer imagem em alta resolução, tem 1,30 m de largura, o que permite muito menos emendas do que o usual.

“Esses produtos atendem a uma nova demanda do mercado de arquitetura e decoração que é a personalização. Na instituição, é uma forma de divertir e distrair as crianças que passam pelo hospital”, ressalta Emerson Camargo, diretor da empresa. Além de doar o material, a empresa também foi responsável pela instalação do papel na sala, com desenhos exclusivos que vão ganhar cor pelas mãos das crianças.

Crianças do Hospital se divertem colorindo o desenho.

Crianças do Hospital se divertem colorindo o desenho.

No Hospital Pequeno Príncipe, o papel será pintado com giz de cera, mas o produto suporta pinturas com lápis de cor, tinha guache e canetinhas, integrando e ampliando a tendência mundial dos livros de colorir.

Para Ety Cristina Forte Carneiro, diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, essa ação trará benefícios aos pacientes. “A possibilidade de pintar uma parede agrada qualquer criança, é algo inusitado. A surpresa e o prazer de colorir vai deixar uma marca da sua passagem aqui no hospital. Será o grande diferencial desta ação, que com certeza trará muita diversão, é o que elas precisam”.

Emerson Camargo, diretor da F9 e Lucile Justos, artista plástica autora do livro Cidades

Emerson Camargo, diretor da F9 e Lucile Justos, artista plástica autora do livro Cidades

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *